SOS EDUCAÇÃO… Um país sem professores!

soseducacao
No artigo “A Valorização do Magistério”, publicado na seção “Opinião”, do Estado de São Paulo (confira o artigo no linkhttp://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,a-valorizacao-do-magisterio-imp-,1556167), são apresentados dados de pesquisa do professor José Marcelino de Resende Pinto, da USP de Ribeirão Preto, que comprovam, por números, que no Brasil não faltam professores para lecionar nas escolas do ensino básico. Segundo a pesquisa, levando-se em conta a quantidade de vagas oferecidas nas universidades brasileiras em cursos de Pedagogia e licenciaturas (em matemática, história, geografia, letras…) são 3 vezes maiores que a demanda atual por docentes no país. A única disciplina que não apresenta professores em quantidade suficiente para suprir a necessidade das escolas é Física.

Então porque faltam professores?

A resposta é simples: não há incentivo a carreira de professor no Brasil.

Em média, o profissional da educação, comparativamente com outros graduados recém saídos da universidade, ganha 40% menos…

O salário inicial para professores no país é de R$ 1.697,38 por mês…

Por esse motivo os docentes recém-formados saem da faculdade e vão trabalhar em outros segmentos e funções profissionais.

O índice de evasão em cursos de pedagogia e licenciaturas é o mais alto entre todas as formações de nível universitário, estando, em média, na faixa dos 30 aos 40%. Os alunos desistem pois não tem boas perspectivas de trabalho futuro.

Além disso é preciso atualizar os cursos que formam professores no Brasil, melhorar as condições de trabalho nas escolas, conseguir mais apoio das comunidades (famílias) as escolas e educadores…

Por isso é que hoje, segundo dados atualizados, temos um déficit de cerca de 170 mil professores nas escolas brasileiras.

Educação como prioridade por um país mais justo, honesto, digno e próspero não é a realidade, é só discurso. E com isso vamos perdendo espaço e oportunidades para os brasileiros na competição global para a China, Índia, México, Rússia, Chile, Coréia do Sul e outras nações onde a educação é mais prestigiada.

Por João Luís De Almeida Machado

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s